Servindo a Deus em Família | IAVB - Igreja Apostólica Vale da Bênção

Servindo a Deus em Família

SERVINDO A DEUS EM FAMÍLIA 

Texto = Josué 24:15.

Introdução: No final de ano, é comum, durante as festas, as famílias se reunirem para comunhão. Contudo, sabemos que a família vem sendo influenciada por uma série de conceitos prejudiciais aos relacionamentos, abalando sua estrutura. Cada vez mais a desestruturação familiar tem sido o foco dos meios de comunicação. Se fugirmos destas influências que nos corrompem, então a nossa casa será um lugar de avivamento, será um pedacinho do céu e um Altar de adoração ao Eterno. Contudo, é importante observarmos três aspectos que tornam possível esse alvo familiar: renúncia, ter uma seleção criteriosa e alvos de edificação.

1 – Renúncia. Todo alvo de edificação pessoal e familiar envolve renúncia. Muitas imagens e palavras podem contaminar nossa alma, portanto devem estar na lista de renúncias a serem feitas. E você pode perguntar: O que? E a resposta é: Tudo o que induz à prostituição e ao adultério, bem como músicas com letras que instigam a infidelidade, conversas picantes e outras formas de contaminação. Não podemos deixar que nosso coração seja contaminado (Provérbios 4:23). Se na sede dos sentimentos está depositado o que não é lícito, toda a família será atingida. Toda sujeira precisa ser renunciada para que a família seja preservada.

2 – Seleção Criteriosa. Precisamos criar o hábito de selecionar aquilo que vamos deixar entrar em nossa alma. Portanto, no lugar de assistir o que não edifica, dedique-se à leitura de bons livros, por exemplo, que é um bom hábito a ser desenvolvido. E, claro, ao levantar e ao deitar, leia a Bíblia. Também ouça músicas de edificação à sua alma e ao seu espírito. Se você tem o desejo de ver mudanças acontecendo na sua casa, precisa deixar velhos hábitos e cultivar novos, como: Ouvir louvores ao Senhor, conversar com pessoas que edifiquem a sua fé, orar para que a transformação aconteça.

3 – Alvos de Edificação. Antes de estabelecer alvos de edificação, é necessário arrancar de casa os pontos de contato que possibilitam a maldição de se instalar, como objetos adquiridos em lojas que vendem artigos de Nova Era e todo o tipo de idolatria. É necessário destruí-los conforme a Bíblia nos ensina nos seguintes textos: (Deuteronômio 7:25-26; I Coríntios 10:14). Paulo está falando para a Igreja, porque as vezes a pessoa pode ser crente e ser idólatra, apegado a seus ídolos particulares. Portanto: Fuja da idolatria! Deseje que sua casa seja cheia da glória de Deus.

Conclusão: Cresça em entendimento de que a sua linguagem seja saudavel e que traga edificação. Não deprecie seus filhos com palavras, não lance sementes de maldição que ficam plantadas nos corações.Tenha sempre nos lábios uma palavra que ministre graça aos que estão ao redor e manifeste a glória de Deus. “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem”. (Efésios 4:29)

Que Deus nos abençoe,

Ap. Milton Rocha Paes