ISAQUE TIPIFICA CRISTO | IAVB - Igreja Apostólica Vale da Bênção

ISAQUE TIPIFICA CRISTO

ISAQUE TIPIFICA CRISTO

ISAQUE TIPIFICA CRISTO

 

Texto = Gênesis 22:1-18.

 

Introdução:

Existem muitas coisas em comum analisando o caminho do Sacrifício em relação a Isaque e a Jesus.

Vamos analisar um pouco desses fatos narrados na Bíblia Sagrada:

 

Isaque era filho da promessa que nasceu no tempo determinado por Deus, (Gn.18:14; 21:1-2).

Jesus era o Filho de Deus que nasceu como cumprimento da promessa, (Is.7:14; Mt.1:23).

 

Isaque era o filho amado pelo pai, (Gn.22:2).

Jesus era o filho unigênito amado pelo Pai, (Jo.3:16).

 

Isaque subiu ao monte Moriá, acompanhado pelo pai, (Gn.22:5). 

Jesus subiu ao monte Gólgota observado pelo Pai, (Mc. 15:22).

 

Isaque levou a lenha em seus ombros, (Gn.22:6). 

Jesus levou o lenho em seus ombros, (Jo.19:17).

 

Isaque perguntou: Onde está o cordeiro para o holocausto? (Gn.22:7). 

Jesus era o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, (Jo.1:29). 

É interessante observar que Jesus se referiu a esse momento ao dizer: Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se. (João 8:56).

E que dia era esse? Era o dia do sacrifício. Pois a Bíblia diz: 19- Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, 20- O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós; (I Pedro 1:19-20).

 

Isaque foi confortado por Abraão, (Gn.22:8). 

Jesus foi confortado por um anjo, (Lc.22:43). 

 

Isaque foi amarrado por Abraão e colocado sobre o altar, (Gn.22:9). 

Jesus foi colocado sobre a cruz e pregado pelos soldados romanos, (Jo.20:25). 

 

Isaque foi contemplado pelo Anjo de Senhor quando estava no altar do sacrifício, (Gn.22:11). 

Jesus não pode ser contemplado pelo Pai quando estava crucificado, (Mc.15:34). 

 

Aqui estava sendo oferecido um sacrifício perfeito, conforme está escrito em Hebreus 9:22-28.

 

Isaque depois do sacrifício voltou para casa do pai, (Gn.22:19). 

Jesus depois da ressurreição voltou para a casa do Pai, (At.1:10-11).

 

Conclusão:

Falando aos irmãos de Corinto o apóstolo Paulo mostrou a importância de celebrarmos a Festa da Páscoa, I Coríntios 5:7-8.

Portanto, vamos celebrar a nossa libertação, pois a Páscoa significa libertação...

 

 

Ap. Milton Rocha Paes