A Minha Família | IAVB - Igreja Apostólica Vale da Bênção

A Minha Família

A Minha Família

 

Texto = Josué 24:15.

Mas eu e a minha família servi­remos ao Senhor. 

Introdução:

Nestes dias, temos visto um retorno da família para a família. E este é um momento no qual toda influencia que a família recebeu por parte de uma série de conceitos prejudiciais nos relacionamentos e que abalou sua estrutura, pode ser desconstruído para que a glória de Deus encha as casas. 

Sabemos que muitos não se comunicavam mais entre si. Os ouvidos eram voltados apenas para a mídia. Mas um novo tempo foi estabelecido. Ninguém esperava, mas de repente, e de forma inesperada, um vírus colocou todos dentro de casa. E agora, famílias desestruturadas têm a oportunidade se estruturarem no amor e no respeito. É uma nova oportunidade de você optar por voltar para casa e ter uma casa cheia da glória de Deus.

Precisamos entender que era urgente a necessidade de um retorno aos princípios sagrados, à vida de Deus. Só que este também é um tempo no qual existe um preço que cada um tem que estar disposto a pagar. Porque por mais difícil que seja a sua situação familiar, é possível você ter uma casa cheia da glória de Deus se você decidir fazer:

1 – Algumas Renúncias.

Todo alvo de edificação pessoal e familiar envolve renúncia. Muitas imagens e palavras podem contaminar nossa alma, portanto você precisa saber o que é necessário renunciar neste tempo para ganhar depois.

Você tem que guardar o seu coração e cuidar da sede das suas emoções, como está escrito em Provérbios 4:23. Se na sede dos sentimentos está depositado o que não é lícito, toda a família será atingida. Toda sujeira precisa ser renunciada para que a família seja preservada.

2 – Ser Criterioso nas Ações.

Precisamos criar o hábito de selecionar aquilo que vamos deixar entrar em nossa alma. Aproveite este tempo para criar um critério sobre o que você vai ou não fazer. Se é bom pra você e para os seus, faça. Mas se não é bom para você nem para eles, evite. Também é importante nessa seleção você fazer alterações de hábitos ruins por hábitos bons, como se dedicar à leitura de bons livros, por exemplo, ler a Bíblia ao levantar e ao deitar, ouvir louvores de edificação à sua alma e ao seu espírito.

Se há em nós o desejo de vermos as mudanças acontecendo em nossa casa, precisamos deixar velhos hábitos e cultivar novos. Porque a verdade é que quando você faz algumas renúncias, altera a condução da dinâmica familiar. E se isso está aliado a uma seleção criteriosa que possibilita a vivência de hábitos saudáveis inseridos neste contexto diante do que foi deixado como algo nocivo, você terá êxito.

3 – Cuidado na sua linguagem.

Se você deseja que a sua casa seja cheia da glória de Deus, cuide da sua linguagem. Não adianta desejar e proclamar o contrário. Precisamos aprender a andar por legalidades. Primeiro você crê e depois você fala. Proclame na sua casa a mensagem redentora, o sacrifício de Jesus por toda a humanidade, reconheça o Senhor não apenas na sua vida, mas na sua casa, através da sua linguagem e das suas ações.

A linguagem, quando não vigiada, pode ser um ponto de contato atraindo a ação de demônios. Palavras negativas liberadas atraem a desordem. Pais que depreciam os filhos com palavras, lançam sementes de maldição que ficam plantadas em seus corações. Então, Cuidado!

Conclusão:

O seu lar deve ser ponto de contato para a glória de Deus, portanto tenha uma palavra que ministre graça aos que estão no seu lar, para manifestar a glória de Deus no lar (Efésios 4:29).

Que Deus nos abençoe,

 

Ap. Milton Rocha Paes