NOVA CRIATURA | IAVB - Igreja Apostólica Vale da Bênção

NOVA CRIATURA

Texto: II Coríntios 5:14-21

Introdução:
Todos os discípulos de Cristo devem experimentar esta mudança promovida pelo Espírito Santo, que é ser uma nova criatura. Então, como fazemos para ser uma nova criatura? Talvez alguém já lhe tenha feito essa pergunta. Foi esse também o questionamento do carcereiro de Filipos: “Senhores, que devo fazer para que seja salvo?” (Atos 16:30).

I – O que fazer para ser uma nova criatura?
E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas. (II Co. 5:17).

Muitas pessoas querem encontrar uma maneira para estar em dia com Deus, e por isso praticam boas obras, achando que estas conseguem colocá-las numa posição aceitável diante do Senhor. Biblicamente falando, nada existe que possamos fazer para nos transformar em uma nova criatura. Com base em II Coríntios 5:17, podemos afirmar que ser uma nova criatura é o resultado de três ações da iniciativa divina.

1o – Deus nos dá uma nova posição em Cristo.

Observe que o versículo primeiramente fala sobre estar em Cristo, para depois dizer que a pessoa é uma nova criatura. Isso porque é necessário estar inserido no raio de ação da pessoa de Cristo, resultado de uma conversão genuína, para depois ser transformado. Tal milagre é feito pela obra expiatória de Jesus que nos dá condições de ser nova criatura. Podemos dizer que essa ação divina nos eleva à nova posição diante de Deus, que está descrita no texto como “em Cristo”.

2o – Ele deixa nosso passado para trás.

Quando o Apóstolo Paulo fala nas coisas velhas que já passaram, se refere a tudo que faz parte do passado e que continua lá atrás. Essa é a idéia do verbo principal desta frase. Todos os nossos pecados e coisas ruins que fizemos foram perdoados por Deus e deixados bem longe da atualidade. Deus nos perdoa e nunca mais irá trazer à Sua memória os pecados que cometemos. Nós é que, por muitas vezes, achamos que ainda existe algo em nosso passado que nos condena diante de Deus. Se Ele já ouviu nossa confissão e, portanto perdoou, está perdoado!

3o – Ele faz tudo novo.

O tempo verbal deste trecho indica que Deus fez e continua fazendo coisas novas, diariamente, na vida de Seus filhos. Isso mostra a beleza e a dinâmica de nosso relacionamento com Cristo. Graças a Deus pela novidade de vida que Ele nos proporciona!

II – Quais são os benefícios de ser uma nova criatura?

Agora que sabemos que não podemos fazer nada para nos tornar novas criaturas, e que tal condição resulta de ações de Deus, vejamos os benefícios que recebemos em Cristo.

1o – Ser feito filho de Deus.

Antes éramos apenas criaturas de Deus, agora somos seus filhos por adoção. Ninguém nasce filho de Deus. Todos nós nascemos Suas criaturas. Somente é filho aquele que recebe a Jesus como Senhor e Salvador de sua vida (João 1:12).

2o – Ser conhecido como amigo de Cristo.

Antes éramos apenas pessoas que conheciam (possivelmente) alguns aspectos da vida de Cristo, agora fomos alcançados pela Sua maravilhosa obra, a ponto d’Ele mesmo ter dito sobre os Seus discípulos: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer” (João 15:15). Isso é reflexo de uma vida íntima com Deus.

Conclusão:

Não há como querer relacionar-se de maneira íntima com Deus, sem experimentar essa transformação: “Nova Criatura”. Sem o novo nascimento é impossível compreender a Palavra de Deus. Foi exatamente isso que Jesus disse a Nicodemos (João 3:1-21). Pode-se ter informação sobre Deus, mas nunca formação sob Deus, pois essa somente ocorre com o novo nascimento.

Um abraço fraterno,